18 de ago de 2009

Apache Tomcat - Adicionando um usuário

· 1° passo: tomcat-users.xml

Para adicionar um usuário no Apache Tomcat basta editar o arquivo tomcat-users.xml. Este arquivo pode ser encontrado em $CATALINA_HOME/conf.
Mas antes de qualquer coisa você deve estar se perguntando: Que diabos é $CATALINA_HOME?!?!?

Deixa que eu explico.
$CATALINA_HOME é o alias para o diretório raiz do Apache Tomcat. Bem, mas isso eu não inventei; o próprio Apache foi quem convencionou assim. É uma variável de ambiente do sistema que você pode usar para assim poder instalar o Apache Tomcat onde você achar melhor.
Vamos a um exemplo prático, vá em um terminal e tente o seguinte:

$ echo $USER

Você obterá como resposta seu nome de usuário. Agora faça:

$ echo $HOME

Você verá em sua tela seu diretório home.

Bom, acho que ficou entendido. Vamos prosseguir. ;-)

Como eu disse anteriormente para adicionar um usuário no Tomcat basta editar o arquivo tomcat-users.xml que está em $CATALINA_HOME/conf (acho que agora você sabe onde fica hã? :-). Espero que você esteja usando um editor de texto no próprio terminal como nano ou vi ou vim. Digo isso porque é assim que você configuraria um servidor. Seguindo minha dica entre no diretório raiz do Tomcat e:

$ cd conf/

Liste todos os arquivos deste diretório:

$ ls -la

Você verá o seguinte:

total 104
drwxr-xr-x 3 mad3linux mad3linux 4096 2009-07-31 14:15 .
drwxr-xr-x 9 mad3linux mad3linux 4096 2009-07-31 14:12 ..
drwxr-xr-x 3 mad3linux mad3linux 4096 2009-07-31 14:15 Catalina
-rwxr-xr-x 1 mad3linux mad3linux 8690 2009-05-13 20:15 catalina.policy
-rwxr-xr-x 1 mad3linux mad3linux 3665 2009-05-13 20:15 catalina.properties
-rwxr-xr-x 1 mad3linux mad3linux 1396 2009-05-13 20:15 context.xml
-rwxr-xr-x 1 mad3linux mad3linux 3257 2009-05-13 20:15 logging.properties
-rwxr-xr-x 1 mad3linux mad3linux 6539 2009-07-31 14:15 server.xml
-rwxr-xr-x 1 mad3linux mad3linux 1205 2009-07-31 14:27 tomcat-users.xml
-rwxr-xr-x 1 mad3linux mad3linux 50757 2009-05-13 20:15 web.xml

Neste diretório estão contidos todos os arquivos de configuração do Apache Tomcat. Podemos ver o nosso arquivo na penúltima linha. Basta editá-lo com:

$ nano tomcat-users.xml

Com o arquivo aberto é possível ver dicas que o Tomcat dá sobre como adicionar usuários. Mas não confunda, as linhas onde estão supostamente adicionando usuários estão comentadas (verifique a presença do , como no html essas tags representam comentários), logo abaixo delas faça:

Para adicionar uma role (algo como função ou grupo):

<role rolename="administrador"></role>

Para adicionar um usuário no grupo:

<user username="mad3linux" password="s3cr3t" roles="administrador"></user>


MAD Dica: observe onde você está escrevendo essas novas linhas. Elas devem estar entre as tags
<tomcat-users> e </tomcat-users>.


· 2° passo: Testando se tudo deu certo.

Para ver se o usuário foi adcionado com sucesso faça o seguinte:

Inicie o servidor Apache Tomcat. Apenas abra um terminal e entre em $CATALINA_HOME/bin, por exemplo, vamos supor que você tenha instalado o Tomcat em /opt:

# cd /opt/apache-tomcat-x.x.x/bin/

e então:

# ./startup.sh

MAD Dica: para poder executar o arquivo startup.sh é necessário que ele tenha permissão de execução. Para saber isso basta digitar no terminal:

# ls -l startup.sh

A saída deve ser mais ou menos assim:

-rwxr-xr-x 1 mad3linux mad3linux 1956 2009-05-13 20:15 startup.sh

Note que para o dono do arquivo, ou seja as três primeiras depois do - (hífen), uma delas é o x. Isso indica que o arquivo possue permissão de execução.
Mas caso a saída do comando ls -l seja dessa forma:

-rw-r--r-- 1 mad3linux mad3linux 1956 2009-05-13 20:15 startup.sh

Então basta dar permissão ao arquivo. Faça:

# chmod +x startup.sh

Pronto, execute o comando ls -l de novo para ver as modificações.
Bem, mas antes que eu esqueça, faça o mesmo para o arquivo shutdown.sh, que se encontra no mesmo diretório que o startup.sh ($CATALINA_HOME/bin/). Ele serve para desligar o servidor Apache Tomcat.

Iniciado o servidor, a seguinte saída pode ser observada:

Using CATALINA_BASE: /opt/apache-tomcat-6.0.20
Using CATALINA_HOME: /opt/apache-tomcat-6.0.20
Using CATALINA_TMPDIR: /opt/apache-tomcat-6.0.20/temp
Using JRE_HOME: /usr

Observe que ele detectou o caminho para o jre, justamente com a variável de ambiente JRE_HOME, interessante não?

Se algo como citado acima apareceu em seu terminal, vá em seu browser favorito (o meu é o Mozilla Firefox ;-) e digite na barra de endereço:

http://localhost:8080/

Aparecerá a tela principal de configurações do Apache Tomcat.





No menu Administration clique em Tomcat Manager.






Ele pedirá um usuário e senha. Digite de acordo com o que você configurou e clique em Ok.
Em caso positivo a seguinte tela será mostrada:



Em uma próxima postagem eu explicarei com utilizar essa parte de gerência do Tomcat.

5 de ago de 2009

Avidemux Parte II

· "...And Videos For All"


Ai vou eu de novo falar sobre Avidemux. Ao começar a usá-lo logo percebi que apenas uma postagem não seria suficiente. Um software com tantos recursos merece um bis. "So c'mon!".




· Gravando apenas o áudio

Fatalmente você já se deparou com um vídeo e pensou: "Poxa vida, sempre quis ter essa música em MP3. :(". Bom, se esse era o problema ai vai a dica.
Primeiro escolha o vídeo em File → Open. Depois basta escolher o codec de áudio o qual será gravado no menu vertical.





MAD Dica: Antes de qualquer coisa, vamos a um ponto super importante: a qualidade de seu arquivo de áudio. Ao clicar em seu codec preferido, por exemplo MP3, é possível aumentar ou baixar a qualidade de seu arquivo MP3. No menu vertical onde você escolheu o codec de áudio é possível configurá-lo. Basta clicar em Configure na parte que está relacionada a Audio ou em menu Audio → Encoder, ou simplesmente [Ctrl + Alt + A]. Com este último comando aparecerá uma tela com os codec's disponíveis, então basta selecionar um e clicar em Configure codec. De todos os itens que apareceram, o que mais nos interessa é o Birate. Ele é o responsável pelo número de kilobits por segundo, o que caracteriza uma música com pouca perda da qualidade original ou muita perda de qualidade. Por padrão o Avidemux vem com o Bitrate 128 kbps, o que um nível de qualidade considerado muito bom. Mas isso pode melhorar, até 224 kbps (ou piorar com 56 kbps. Não recomendo menos de 96 kbps). Fica a seu critério.







Muito papo, muito papo... Trate de clicar em Audio → Save ou [Ctrl + Alt + S]. Nomeie sua música com a extensão adequada e pronto :).


· Como antigamente...

Se você é daquelas pessoas boêmias, que curte o passado e adora filmes em preto e branco, um bom recurso é o Luma Only do Avidemux. Para começar, como sempre, é preciso selecionar um vídeo em File → Open ou [Ctrl + O]. Agora selecione o codec de vídeo, por exemplo MPEG-4 ASP (Xvid4). Depois clique em Filters no menu vertical, ou menu Video → Filters, ou
[Ctrl + Alt + F].





Selecione a aba Colors do menu Avaliable Filters e procure por Luma Only. Para adicionar basta clicar no botão de mais(+) na parte inferior do menu, pronto. Clique em Preview para visualizar como ficará seu vídeo. Não esqueça de selecionar o codec de áudio. Agora basta clicar em File → Save ou [Ctrl + S].
 
· Automatizando conversões

No menu principal do Avidemux existe um item chamado Auto. Essa função serve para autoselecionar os codec's de áudio e vídeo e o formato de saída. É possível encontrar as seguintes opções:

  • VCD
  • SVCD
  • DVD - Extensão .mpg
  • PSP - Extensão .mp4
  • PSP (H.264)
  • FLV - Extensão .flv
  • IPOD (mpeg4)
Após escolher clique em File → Save ou [Ctrl + S] e nomeie o arquivo com a extensão adequada.


· Economize o cafezinho ...

- Mais que história é essa?

Deixa que eu explico. Com Avidemux é possível criar uma Joblist (tradução simultânea: Lista de Afazeres :-). Com a Joblist você pode criar uma lista de arquivos a serem convertidos e descansar, em vez de ter que esperar que cada arquivo seja convertido e adicionar outro após alguns minutos ou até horas. Assim você poderá dormir um pouco em vez de ficar olhando para a tela do computador tomando um cafezinho enquanto espera o vídeo ser convertido.
Você não pensou que o Avidemux fazia café, pensou?!? ¬¬'





Para começar abra o arquivo a ser convertido, File → Open ou [Ctrl + O]. Siga os passos para converter um vídeo normalmente, escolhendo os codec's de áudio e vídeo. A diferença é que não precisa clicar em Save. Em vez disso vá em menu File → Add to Joblist... para adicionar o arquivo á Joblist. Agora basta preencher os campos Job name, ou seja o nome do trabalho a ser realizado (serve só para saber qual Job está sendo realizado, nada de mais ;-) e o Output file, esse sim é importante pois é o nome arquivo que será gerado. Clique em Browser... e escolha o diretório de destino e nomeie o arquivo com a extensão adequada. Clique em Ok.
Feito isso já é possível visualizar o arquivo na Joblist através do menu File → Show Joblist ou [Ctrl + J].





É possível observar logo abaixo do Job name que o arquivo está pronto ou Ready. Isso indica qual estado se encontra o vídeo. Ele pode estar:
  • Ready (Pronto): já pode ser convertido.
  • Running (Rodando): está em processo de conversão.
  • Sucessed (Completado): o vídeo foi convertido com sucesso.
  • Deleted (Deletado): o Job foi deletado da Joblist.






Após adicionar todos os vídeos desejados, é hora de trabalhar, ou melhor dizendo, hora do Avidemux trabalhar. Apenas clique em Run all jobs do menu da Joblist e pronto.
Também é possível rodar apenas o vídeo selecionado com Run Job, ou ainda deletar qualquer um dos Job's com Delete Job, ou deletar toda a lista com Delete All Jobs.